Gente, a linda da Gabi viajou agora em junho para a China para realizar um sonho, e por isso a gente ganhou (e vai ganhar) posts incríveis sobre essa viagem! Começando com o primeiro passo, o visto!

Quando resolvi que a China seria meu próximo destino, não tinha noção da complexidade que seria planejar tudo por conta própria. Resolvemos tirar 20 dias para conhecer Beijing, Shanghai e dar uma passadinha em San Francisco. Aqui no V, vou compartilhando as experiências que tive planejando e explorando esse país incrível, começando pelo visto.

A primeira informação que você deve saber é que brasileiros precisam de visto para entrar na China, e existem várias categorias. Para o visto de turismo (L), é possível solicitar de uma, duas ou múltiplas entradas. Cada visto tem uma validade específica e deve ser sempre confirmada no site da embaixada. Cada entrada consiste em deslocamento de fora para dentro da China continental (o que exclui regiões como Hong Kong, Macau e Taiwan -- esses possuem outra política de visto e são considerados "internacionais").

Além disso, os consulados/embaixada trabalham em esquema de jurisdição. O consulado do Rio de Janeiro atende os estados do RJ, MG, BA e ES. Já o consulado de São Paulo atende SP e região sul, e a embaixada em Brasília atende a região norte, nordeste (exceto Bahia) e centro-oeste. Essa distribuição pode tornar a solicitação um pouco mais confusa, mas a boa notícia é que não é necessário comparecer pessoalmente para solicitar o visto. É possível enviar a documentação por correio ou pedir para alguma pessoa (ou despachante) dar entrada no processo.

Já a documentação é muito simples! Até o momento desse post, é necessário levar:
- Passaporte Original com pelo menos 6 meses de validade e folha disponível - Formulário preenchido com foto 3x4 (disponível aqui: http://br.china-embassy.org/por/lqfw/t1071867.htm ) - Passagem de avião (ida e volta) - Todas as reservas de hotel

Falando um pouco sobre a minha experiência, fui sozinha tirar o visto de uma entrada para mim e pro meu noivo em Abril de 2016. O consulado do Rio de Janeiro fica aberto para solicitações apenas de 9:00 as 12:00, e é bastante vazio (mas não custa chegar cedo!). Lá, tinham dois atendentes, um chinês e uma brasileira, cada um atendendo em seu respectivo idioma.

A entrada no processo foi muito suave, dei os passaportes, os formulários preenchidos e os roteiros. Quando vi a lista de documentos estranhei a ausência do comprovante de renda, mas o processo é bem redondo e todo feito para uma viagem, e realmente não pediram nenhuma comprovação. Além disso, não tinha comprado as passagens de trem nem o seguro viagem, e esses dois dados nunca foram pedidos. Achei tudo muito mais prático e objetivo do que o visto americano, por exemplo.

Tudo foi devidamente conferido e nenhuma pergunta foi feita. No fim, ela me deu um comprovante para buscar os passaportes em 4 dias úteis e um papel dando instruções bem detalhadas sobre como pagar o visto (deve ser feito um depósito na boca do caixa). Em 4 dias, voltei e tinha o visto decorando meu passaporte!

Depois disso, foi só amor. Estávamos devidamente possibilitados de visitar a China!